Município repassa para emissoras de TV o custeio do sinal e economizará R$ 70 mil por ano

Data: 13/08/2019

Desde março a Prefeitura de Santiago não está mais pagando para manter o sinal das emissoras de TV, passando essa responsabilidade para as próprias. A Secretaria de Gestão fez contato com as representantes do SBT, Band, TVE e Record para assumirem os custos, a exemplo do que sempre fez a RBS. O gasto com aluguel, luz, condomínio e despesas técnicas era de quase R$ 70 mil ano. Pra se ter uma ideia, só a conta de luz dava em torno de R$ 30 mil. 

A TVE argumentou que não teria como arcar e a Record, até o momento, não manifestou o interesse em participar do custeio das despesas, como estão fazendo o SBT, a Band e a Pampa/Rede TV. É por isso que o sinal da Record não está mais sendo transmitido.

"Não é justo que a Prefeitura de Santiago siga pagando para sustentar a transmissão dessas bilionárias emissoras de TV. O dinheiro que economizamos será importante para viabilizar investimentos em outras áreas", afirmou o prefeito Tiago Gorski Lacerda.

Gallery_big_72589ad42e1c48a7f366b916b119b05f
Município terá economia ao deixar de subsidiar sinal de canais de TV, prática que era feita há anos.